Buscar
  • Ive Nenflidio

Triste carvoejador

Atualizado: Jul 15



Uma gruta, uma cegueira cabal, um trabalho cruel, brutal...

Faces de fuligem da carvoeira ingrata com olhos de espera e tristeza que maltrata...

Para esquecer, Teobaldo sonha acordado que está navegando mares, pescando peixes fartos...

Acorda do breve devaneio e recebe a mísera proposta de tempo adicional da firma que um dia foi estatal.

Pensa que de boas intenções o inferno está cheio e segue na sua ilusória lida, comendo a poeira maldita, tragando o pó de sílica — não é uma simples patologia clínica, e o que isso implica?

E desiste de encontrar a cura, não reage à loucura e se afoga na bebida e na certeza de uma triste despedida.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Morte