Buscar
  • Ive Nenflidio

Sonhos nº 1

Atualizado: há 4 dias

Que estranho devaneio, sonhei que o Sol me assistia com um largo sorriso, aquentava meu corpo despido e observava. Seu esplendor me ofuscava, Cegava; levantando, experimentei uma terrível vertigem. Ao lado da cama, espreito a fenda da janela, enxergo em grande delírio plantas com folhas secas, entoando uma triste melodia. Sol calado e quente, és calor que fascina, estou arrebatada. Vejo pássaros numa desalinhada coreografia, asas escancaradas, vejo partículas de orvalho na vidraça. Imagino aquele homem desconhecido que delicadamente traduz meus sonhos, como um pesquisador de oceanos profundos. Com seu escafandro, me escava, me decifra, busca conhecer meus mistérios.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 

©2014 por In Totum Planejamento e Gestão de Eventos.