Buscar
  • Ive Nenflidio

Para todas as crianças do mundo


Ler é sempre a melhor forma de acalmar o coração!

Há alguns anos descobri uma versão do livro “O Pequeno Príncipe” com a tradução feita pelo maravilhoso Frei Betto, penso que é a mais bonita de todas que já li.

Sim, já fiz a leitura algumas vezes, a primeira vez foi em 2002, quando meu filho tinha apenas oito anos.

Na época estava viajando para a produção de um espetáculo musical, estávamos todos no aeroporto aguardando o “check-in”, era uma viagem com o compositor Renato Teixeira e sua equipe, o aguardávamos no saguão para o embarque…

Alguns minutos depois ele chegou apressado, carregava um embrulho, era um presente, um exemplar lindíssimo da obra, pediu que eu entregasse ao meu filho Tiago, um gesto super carinhoso.

Nunca tinha lido o livro, isso foi há quase 20 anos. Resolvi ler durante a viagem. Era um deslocamento para Fortaleza, o tempo foi exato, consegui ler o livro inteiro, finalizei quando os passageiros retiravam suas bagagens e se preparavam para descer da aeronave.

Eu estava em prantos, tentava digerir aquele texto, era surpreendentemente humano, considerado por muitos como vazia ou “leitura de miss”. Um absurdo, nada disso! O livro é encantador, aborda com doçura e simplicidade questões profundas.

É o segundo livro mais traduzido do mundo — só perde para a Bíblia. Talvez o mais incrível da obra sejam as lições de vida sobre amizade, amor e a existência humana.

Tem coisas lindas neste livro, sugiro que leiam para seus filhos... tem uma frase que amo: “A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixa cativar”.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Morte