Buscar
  • Ive Nenflidio

Caminhador


Percorreu extensos caminhos

chegou feito mistério

Nos abraçamos

Sentimos a força, histórias conectadas

Em frente ao lago trocamos carícias

embalados nas redes do devaneio

Adorado oceano de lavas azuis

Delicioso retiro alheio

Cachoeira de fogo

Ápice do encantamento

Deserto florido

Natureza viva

Ouvimos os sons do mato

Sentimos nossos corpos em chama

Arderem, tremerem

Puro desejo,

meu corpo que clama

Força assustadora

És amor envolto em teias, cascatas submersas

Tempestade eterna

No emaranhado dos meus cabelos

Entre os meus desejos

És fogo, és delicadeza

Tu me cativaste com tua arte

Estreaste uma peça, contos, segredos

Apresentaste primitivas cartas

Lúdicas mágicas entre os dedos

Amor sorrateiro de olhos miúdos

E olhar intenso...

És como uma chuva de pedras

És como os ventos da invernada

Sem pedir licença, penetrou meu mar

Me fez mulher

Cravou profundamente minhas entranhas

Singelos segredos do beijo roubado

Beijo molhado, minha boca em ti...


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo